Um guia pelas estradas do Rio Grande do Sul: 3 roteiros para fazer de carro

Um guia pelas estradas do Rio Grande do Sul: 3 roteiros para fazer de carro

Conheça a Rota Romântica, o Vale dos Vinhedos e a Rota dos Cânios com este guia das estradas gaúchas

Por Rafael Sette Câmara, do blog 360 Meridianos.

2016-08 Rafael template

Desde a segunda metade de 2014, resolvi fazer as malas e pegar as estradas verde e amarelas. Descobri que viajar por nosso país não é complicado e nem precisa causar rombos no orçamento. Basta se planejar. Compartilhar o seu trajeto de carro também ajuda a gastar menos.

E que tal começar a nossa viagem pelo Rio Grande do Sul? Para quem é gaúcho, basta pegar a estrada. Para os que são de outras regiões do país, como eu, é interessante saber quantas aventuras são possíveis a partir do momento em que você coloca os pés em Porto Alegre. Sugerimos um guia das principais estradas do Rio Grande do Sul para inspirar a sua viagem.

Porto Alegre é o ponto de partida da nossa viagem pelas estradas do Rio Grande do Sul. Foto: Rafael Sette Câmara.
Porto Alegre é o ponto de partida da nossa viagem pelas estradas do Rio Grande do Sul. Foto: Rafael Sette Câmara.

1 – Rota Romântica: entre Porto Alegre e Gramado

Todo mundo quer conhecer Gramado. E a cidade turística mais importante do Rio Grande do Sul não desaponta os visitantes, assim como a sua irmã, Canela, a apenas uma avenida. Mas há mais entre Porto Alegre e Gramado do que imaginam muitos turistas. Deixando POA pela BR116, você viajará pela Rota Romântica, que inclui 14 municípios marcados pela imigração alemã do século 19.

As cidades da Rota Romântica, na Serra Gaúcha

Deixando POA pela BR 116, São Leopoldo é a primeira cidade da chamada Rota Romântica. Em seguida vem Novo Hamburgo, Estância Velha, Dois Irmãos, Morro Reuter, Picada Café e Nova Petrópolis, chamada de Jardim da Serra Gaúcha. Casas coloniais, pórticos e paisagens lindas marcam a viagem pela região. No outono, as folhas das árvores ganham uma cor especial, com o tom meio avermelhado dos plátanos, enquanto ipês e hortênsias colorem o ambiente em outras épocas.

Depois de Nova Petrópolis a estrada muda: você estará na RS-235, a rodovia que leva até Gramado, Canela e São Francisco de Paula. Na RS-873, entre Gramado e Morro Reuter, fica Santa Maria do Herval, enquanto Ivoti e Presidente Lucena estão ao longo da RS-865.

A cidade de canela, na Serra Gaúcha. Foto: Rafael Sette Câmara.
A cidade de canela, na Serra Gaúcha. Foto: Rafael Sette Câmara.

Dicas para uma boa viagem entre Porto Alegre e Gramado

A maioria dos viajantes percorre calmamente as cidades da Rota Romântica, com pausas para lanches e fotos, mas passa a noite em Gramado ou Canela. Também é possível (e interessante) fazer paradas nas outras cidades.

Por fim, uma informação importante: a Rota Romântica não é o jeito mais rápido de ir de POA para Gramado. Muitos motoristas deixam a BR-116 logo depois de Novo Hamburgo, passando pelas rodovias RS-239 e RS-115. Caso vá de carona, verifique com o condutor qual o trajeto ele fará – e negocie paradas estratégicas em destinos da rota. Na BlaBlaCar, as viagens entre Porto Alegre e Gramado saem a partir de R$ 20 por pessoa.

Gramado, na Serra Gaúcha. Foto: Rafael Sette Câmara.
Gramado, na Serra Gaúcha. Foto: Rafael Sette Câmara.

2 – Vale dos Vinhedos: um pedaço da Itália na Serra Gaúcha

A Toscana brasileira tem vinícolas que não acabam mais, queijarias, bons restaurantes, cenários bucólicos e casas de pedra. Ao chegaram por estas bandas, os imigrantes ergueram construções com os materiais que existiam por ali, dando um charme diferente para as cidadezinhas gaúchas.

Bento Gonçalves e Garibaldi: cidades para visitar no Vale dos Vinhedos

Pouco mais de 110 quilômetros, via RS-235, separam Gramado e Bento Gonçalves, cidade base para conhecer o Vale dos Vinhedos. Já entre Porto Alegre e Bento Gonçalves, é preciso percorrer 130 quilômetros pelas rodovias BR-116, RS-122 e RS-470. Outra alternativa é parar em Garibaldi, que está a 122 km da capital. Para esse trecho, encontrei viagens na BlaBlaCar por cerca de R$ 20 por pessoa.

Com uma hora de estrada a partir de Porto Alegre, o cenário começará a mudar. Sai o jeitão típico de uma região metropolitana e começam as casinhas coloniais, as vinícolas e uma sucessão de restaurantes interessantes.

Vinícola gaúcha. Foto: Rafael Sette Câmara.
Vinícola gaúcha. Foto: Rafael Sette Câmara.

Dicas para uma viagem pelo Vale dos Vinhedos

Passe seus dias visitando vinícolas, grandes ou pequenas. Quando se cansar dos vinhos, vá para os Caminhos de Pedra, uma rota turística de apenas 12 quilômetros com uma concentração inacreditável de casas coloniais e bons restaurantes.

Esta rota era chamada de Linha Palmeiro, e foi importante no transporte de mercadorias durante décadas, até a inauguração de outra rodovia. A antiga estrada caiu no esquecimento até ser redescoberta pelo turismo. Os Caminhos de Pedra já apareceram em filmes brasileiros, como “O Quatrilho”, produção indicada ao Oscar em 1995.

Caminhos de Pedra. Foto: Rafael Sette Câmara.
Caminhos de Pedra. Foto: Rafael Sette Câmara.

3 – Rota dos cânions e parques nacionais

Caso você queira aproveitar sua passagem pela Serra Gaúcha para conhecer outro destino incrível do Rio Grande do Sul, escolha o Parque Nacional Aparados da Serra e o Parque Nacional da Serra Geral. Eles acolhem os cãnions do Itaimbezinho e Fortaleza, com paisagens de tirar o fôlego.

Parque Nacional Aparados da Serra. Foto: aparadosdaserra.eco.br
Parque Nacional Aparados da Serra. Foto: aparadosdaserra.eco.br

Como chegar em Cambará do Sul, a cidade dos parques nacionais

Cambará do Sul está a 114 quilômetros de Gramado pelas rodovias RS-020 e RS-235. Já a partir de Porto Alegre são 190 km pelas rodovias BR-290 (até a cidade de Gravataí), RS-118 e RS-020.

Como a visibilidade na região nem sempre é garantida – tem quem passe por lá e não veja os cânions por conta da neblina – por isso o ideal é passar mais de uma noite na cidade, aumentando as chances de ver a beleza da natureza ao redor.

estrada-rio-grande-do-sul
Foto: Rafael Sette Câmara

Gostou dos roteiros? Então você certamente já notou que é fácil juntar tudo na mesma viagem, visitando Porto Alegre, Rota Romântica, Vale dos Vinhedos e os cânions de Cambará do Sul durante as suas férias.

E essas não são as únicas paradas possíveis no Rio Grande do Sul. São Miguel das Missões, por exemplo, ficou de fora, mas também cabe no roteiro. E basta encarar a estrada e estar disposto a descobertas para tornar a viagem ainda mais interessante.

Vai percorrer as estradas do Rio Grande do Sul durante o inverno? Compartilhe a sua viagem usando a BlaBlaCar:

PublicarProcurar

Descubra mais sobre

Aonde ir

Ao acessar o nosso site, você concorda com o uso de cookies para analisar e produzir conteúdo e anúncios adaptados aos seus interesses. Leia a nossa política de utilização de cookies

Publique uma viagem