Carona para o litoral paulista gera economia de até 50% na passagem

Turistas do interior aproveitam aplicativos e até a boa e velha camaradagem para seguir viagem sem pesar no bolso; saiba como tomar os cuidados necessários

casal de carona na blablacar
Índice de Conteúdo
  1. Cobrar transporte irregular é proibido
  2. Veja os cuidados para pegar uma carona em segurança

Para ir ao litoral tem muita gente usando a boa e velha carona com o objetivo de economizar na viagem. Mas, agora, o recurso se modernizou com a ajuda de aplicativos e dá para reduzir em até 50% o valor das passagens de ônibus.

De acordo com uma empresa especializada em caronas por meio de aplicativos, o destino mais procurado no litoral pelos moradores de Campinas é a cidade de Santos, seguida por Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Guarujá e Praia Grande. A última, junto com Santos, tem ônibus direto saindo de Campinas. A passagem de Campinas a Santos custa cerca de R$ 60, contra R$ 35 que é cobrado por caroneiros para dividir os custos da viagem, cerca de 58% do preço.

Quem vai de ônibus de Campinas para Ubatuba desembolsa cerca de R$ 90, contando a passagem para São Paulo, pois não há transporte direto entre as duas cidades. A carona mais cara oferecida por um destes aplicativos no mesmo trecho é de R$ 45, ou seja, metade do preço. Só no segundo semestre do ano passado, mais de 100 mil pessoas pegaram ou ofereceram caronas saindo de Campinas.

Em São Carlos, a procura maior quando se fala em praia é para o Rio de Janeiro, depois Santos, Florianópolis, Parati e Ubatuba. Em Ribeirão Preto, Santos é o destino preferido dos caroneiros virtuais, seguido de Rio de Janeiro, São Sebastião, Ubatuba e Florianópolis.

A turismóloga Thais Rosa, 33 anos, sempre recorre ao aplicativo para ir de São Carlos e ir até o litoral paulista. Na última vez, esteve em Caraguatatuba e cita outras vantagens que vão além da economia. “Eu uso pelo preço acessível, pela rapidez para chegar ao destino [comparado com ônibus] e a segurança que o aplicativo oferece, com dados e a avaliação do motorista”, contou Thais.

Só nesta ultima semana, 11 caronas para Ubatuba foram ofertadas pelo aplicativo por motoristas que devem sair ou passar por Campinas. Em um outro aplicativo de caronas, a empresa informa que 5 mil caronas foram oferecidas só em janeiro do interior para o litoral.

O casal Rafael Fernandes Cunha e Monyque Cunha, que vive em Campinas há quase um ano, lança mão da carona tanto quanto viaja com o carro próprio e até para embarcar na oferta de outros motoristas. “Estávamos em Natal para visitar a família, aí pegamos uma carona de quatro horas até Recife de onde partiu o voo que nos trouxe até Campinas. Já usamos para ir em casamentos e até encontro de amigos de faculdade. Facilita quando há divisão do custo”, disse Rafael.

Já o engenheiro Renan Fortes usa pouco o aplicativo e prefere recorrer às redes sociais. Ele aceita caronas oferecidas por desconhecidos e até amigos. "Mesmo nas redes sociais, eu vejo se o perfil é verdadeiro e os depoimentos de quem já pegou carona com aquela pessoa. Uma vez uma menina comentou em um anúncio de carona que o motorista 'era imprudente e corria demais'. Aí nem fechei a carona", relembra.

O contador Julio Lara é usuário de aplicativos com cerca de 200 caronas oferecidas, mas só quando está se deslocando de Campinas a trabalho. "Eu e a minha esposa viajamos com muita bagagem, fica desconfortável para oferecer carona", justifica. "Mas nestas viagens a trabalho, já vi gente conquistar um emprego durante uma conversa sobre negócios e eu fechei uma parceria com a empresa de uma das caroneiras", contou Lara.

Cobrar transporte irregular é proibido

A carona solidária sem o intuito de obter lucro, apenas dividindo os custos da viagem, é uma prática legal e inventivada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “É um meio eficaz de minorar os efeitos negativos causados pelo pesado tráfego enfrentado hoje em dia, bem como reduzir volume da poluição presente na atmosfera, dentre outros benefícios”, disse o procurador federal junto à ANTT, Diogo Moraes.

Portanto, o procurador alerta para os indivíduos que buscam passageiros em terminais rodoviários, paradas de ônibus ou redes sociais, e, em troca do transporte, cobram um valor a título de passagem. Nunca aceite carona nestes casos.

Veja os cuidados para pegar uma carona em segurança

  1. Se não conhece o condutor, procure ver o perfil nos aplicativos, o depoimento de outros usuários e se ele confirmou documentos pedidos pelas empresas que fazem o serviço. Se escolher carona via redes sociais, procure ver se não se trata de perfis falsos.
  2. Reúna informações sobre o condutor, como telefone e nome, e repasse para parentes para que tenham ciência de quem vai oferecer a carona.
  3. Se for o condutor, dirija com prudência e respeite o limite máximo de passageiros por veículo. Se for o passageiro, fique atento às avaliações do condutor que outros usuários relatam nos aplicativos.
  4. Procure saber sobre o estado de conservação do veículo. Se não houver essas informações, pergunte ao condutor.
  5. Conversar faz parte da interação, mas saiba entender e respeitar o perfil de cada um.
  6. Não desvie da rota para deixar o passageiro. Deixe-o em algum lugar seguro ou no ponto de encontro/chegada já estabelecido.

Fonte:

https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/carona-para-o-litoral-paulista-gera-economia-de-ate-50-na-passagem.ghtml

Fabiana Benedini

Posts Relacionados

Go up

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse. Política de Cookies